Cantinho do ensino Superior

Maio 14 2009

         “O NARIC (…)é o centro nacional de informação especialmente vocacionado para dar resposta a questões sobre reconhecimento de diplomas, certificados e títulos estrangeiros. Este centro integra a  Rede ENIC/NARIC constituída pelos centros de informação dos Estados-membros da União Europeia e pelos centros congéneres dos países membros do Conselho da Europa e da UNESCO. O NARIC português foi criado em 1986, na sequência da adesão de Portugal às Comunidades Europeias, estando integrado na Direcção – Geral do Ensino Superior. O NARIC presta informação aos estabelecimentos de ensino superior; a organizações nacionais e internacionais e a estudantes, diplomados e profissionais quer estrangeiros quer nacionais.

Podem ser solicitadas informações sobre: a equivalência ou reconhecimento 
académico de habilitações superiores estrangeiras; o prosseguimento de estudos em instituições de ensino superior nacionais e estrangeiras; o nível de formações  estrangeiras para efeitos de equivalência/reconhecimento ou prosseguimento de estudos; legislação nacional e comunitária em vigor no âmbito do reconhecimento académico e/ou profissional.
           
            O NARIC ainda promove e acompanha a aplicação da Convenção Conjunta do Conselho da Europa/UNESCO em matéria de reconhecimento académico de qualificações de nível superior da Região Europa (Convenção de Lisboa); emite declarações comprovativas do nível de formações obtidas no estrangeiro; coordena as actividades das autoridades competentes a nível nacional e  assegurar a disseminação  de informação relevante nesta matéria, designadamente a lista  das profissões regulamentadas nos diversos Estados -membros da EU.

http://www.dges.mctes.pt/DGES/pt/Reconhecimento/NARICENIC/NARIC/O+que+é/

publicado por preuniversitarios às 17:56

Maio 14 2009

 

O Programa Erasmus é o programa sectorial relativo ao Ensino Superior do Programa Aprendizagem ao Longo da Vida, da Direcção-Geral de Educação, Formação e Juventude da Comissão Europeia.
O Ensino Superior desempenha um papel crucial na formação de recursos humanos de alta qualidade, disseminando as descobertas científicas e o conhecimento avançado através do ensino, adaptando-se às constantes necessidades emergentes na aquisição de novas competências e qualificações, e educando gerações futuras de cidadãos num contexto Europeu.
O programa Erasmus procura dar ênfase à qualidade e reforçar a dimensão Europeia do Ensino Superior, promovendo a cooperação transnacional entre as universidades, fomentando a mobilidade europeia e incentivando a transparência e o total reconhecimento académico dos estudos e das qualificações em toda a União Europeia.
 
Objectivos
O Programa Erasmus tem como objectivo geral apoiar a criação de um Espaço Europeu de Ensino Superior e reforçar o contributo do ensino superior e do ensino profissional avançado no processo de inovação a nível Europeu.
O Programa possui um conjunto de medidas concebidas para:
  1. Contribuir para o desenvolvimento de uma aprendizagem de qualidade ao longo da vida e das possibilidades por ela conferidas;
  2. Reforçar a realização pessoal, a coesão social, a cidadania activa e a cidadania europeia;
  3. Promover a criatividade, a competitividade e a empregabilidade;
  4. Aumentar a participação na aprendizagem ao longo da vida;
  5. Promover a aprendizagem e a diversidade das línguas;
  6. Explorar os resultados, os produtos e os processos inovadores.
 
Países Participantes:
O Programa Erasmus está aberto à participação de 31 países:
·         os 27 Estados-Membros da União Europeia;
·         os 3 Países do Espaço Económico Europeu (Islândia, Liechtenstein e Noruega);
·         a Turquia.
 
Quem pode candidatar-se?
  1. Estudantes e formandos do ensino superior;
  2. Estabelecimentos de Ensino Superior; Professores, formandos e outro pessoal do ensino superior;
  3. Associações e representantes das partes envolvidas no ensino superior;
  4. Empresas, parceiros sociais e outros representantes do mundo laboral;
  5. Organismos públicos e privados responsáveis pela organização e oferta de educação e formação profissional a nível local, regional e nacional;
  6. Centros e organismos de investigação ligados à aprendizagem ao longo da vida;
  7. Organismos que prestem serviços de orientação, aconselhamento e informação, relacionados com a aprendizagem ao longo da vida;
O Erasmus está também aberto a estudantes e professores provenientes de outros países que sejam oficialmente reconhecidos por um Estado-Membro como refugiados, apátridas ou residentes permanentes.
 
Duração: O Programa Aprendizagem ao Longo da Vida teve início no dia 01 de Janeiro de 2007 e termina a 31 de Dezembro de 2013.
 
http://www.unl.pt/erasmus/o-que-e-o-programa-erasmus
publicado por preuniversitarios às 17:46

mais sobre mim
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO